Blog Details

  • Home
  • Química verde: o que é e qual a importância?
admin 14 de julho de 2021 0 Comments

A prática consiste na utilização de princípios que reduzem ou eliminam o uso e/ou a geração de substâncias perigosas nos processos de produção. Confira quais as vantagens e como aplicar na sua empresa!

Meta descrição: Entenda como evitar impactos ao meio ambiente e possíveis danos à saúde dos trabalhadores com a aplicação da Química Verde

A sociedade está cada vez mais consciente pela busca do desenvolvimento sustentável. E para se adequar a essa realidade, empresas e indústria química estão buscando desenvolver seus processos e produtos com foco em reduzir ou eliminar a geração e o uso de substâncias perigosas. Já ouviu falar sobre a química verde?

A importância das substâncias químicas, sejam naturais ou sintéticas, é inegável. Por meio delas é possível o desenvolvimento de produtos com diversas funcionalidades. Desde uma limpeza simples, até seu uso em um motor que impulsiona uma aeronave.

Mas esse tipo de produção gera consequências, como impactos ao meio ambiente e possíveis danos à saúde dos trabalhadores que lidam diretamente com os produtos químicos.

Para reverter essa situação, as empresas têm buscado formas de produção que reduzam a produção e uso de elementos perigosos, respeitando o meio ambiente.

Essa é a chamada Química Verde, que vamos compreender sua aplicação a seguir. Confira.

O que é a “Química Verde”?

Química Verde é uma prática que busca desenvolver produtos químicos, processos e metodologias que usem e gerem a menor quantidade possível de materiais tóxicos ou inflamáveis.

Ou seja, visa a redução ou eliminação do uso e/ou geração de substâncias perigosas, promovendo a diminuição da poluição ambiental e estimulando a sustentabilidade.

É também chamada de Química Sustentável ou Química Limpa, e está relacionada à prevenção da poluição causada por atividades na área química.

Organizações que assumem o compromisso da Química Verde têm benefícios como:

  • Significativa melhora na imagem da marca;
  • Aumento da motivação nos colaboradores;
  • Adoção de processos eficientes e com foco na sustentabilidade;
  • Expansão das oportunidades de negócios;
  • Mais competitividade no mercado;

Quais são os princípios e ações obrigatórias? 

Voltada para a preservação ambiental, a Química Verde apresenta como objetivo, a redução de:

  • Consumo de energia;
  • Resíduos e dejetos (materiais que são descartados na natureza);
  • Toxicidade;
  • Uso de fontes não renováveis;
  • Riscos de poluição ao meio ambiente;
  • Uso de matéria-prima.

Com esses pontos em vista, a Química Verde conta com desenvolvimento de novas tecnologias e reações químicas que não gerem poluição a do meio ambiente.

Então, para alcançar os objetivos almejados, existem algumas ações que são obrigatórias:

  • Usar reagentes alternativos e renováveis;
  • Optar por reagentes que ajudem a diminuir a perda de materiais;
  • Substituir os solventes tóxicos;
  • Melhorar processos naturais de síntese;
  • Produzir novas substâncias que não poluem o meio ambiente;
  • Desenvolver condições para que as reações químicas tenham maior rendimento e produzam menos impurezas;
  • Reduzir o consumo de energia.

Qual é a diferença entre a química verde e a química ambiental?

Como explicamos anteriormente, a Química Verde está relacionada às formas de abordagem tecnológica para a redução no consumo de recursos não renováveis e prevenção da poluição. A química ambiental, por sua vez, se concentra no estudo dos efeitos das substâncias químicas que poluem a natureza.

Como adotar as boas práticas da química verde?

Todas as ações previstas pela Química Verde, foram pensadas com o intuito de alcançar os objetivos desejados e são regidas por um total de doze princípios.  

  1. Prevenção
  2. Economia ou eficiência atômica
  3. Redução de toxicidade
  4. Desenvolvimento de produtos seguros e eficientes
  5. Eliminar ou tornar seguros solventes e outros auxiliares de reação
  6. Otimização do uso de energia
  7. Uso de matérias-primas de fontes renováveis
  8. Evitar derivações desnecessárias
  9. Uso de Catalisadores
  10. Desenvolvimento de produtos degradáveis após o término de vida útil
  11. Monitoramento/controle de processos em tempo real
  12. Desenvolvimento de processos seguros

A preocupação com a sustentabilidade deve guiar empreendimentos de qualquer porte e segmento. Algumas empresas já possuem iniciativas voltadas para estimular processos e produtos mais sustentáveis. O que a sua organização tem feito pelo meio ambiente?

Conte com uma consultoria especializada em segurança química e garanta a melhor gestão de produtos químicos. Conheça os serviços que a Level One pode oferecer para a sua empresa. 

Leave Comment