Blog Details

  • Home
  • Classificação de produtos químicos: entenda sobre rótulos GHS
admin 26 de abril de 2021 0 Comments

Um sem número de empresas, dos mais diversos setores, como das áreas farmacêutica, mineração, beleza e agricultura, lidam, no seu dia a dia, com o uso de produtos químicos muito perigosos. Os riscos para a saúde e para o meio ambiente são cotidianos e enormes, e precisam ser evitados por meio de processos, controles e normas, como o padrão GHS.

Mas o que é e para o que serve o padrão GHS? Quais são os benefícios da classificação e da rotulagem de produtos químicos? Por que a rotulagem GHS bem estruturada é tão importante para uma empresa que lida com o uso de produtos químicos? A Level One preparou esse conteúdo para tirar todas as suas dúvidas sobre “rótulos GHS: entenda para que servem” .

Leia este conteúdo até o final e saiba sobre a importância de classificar e rotular os produtos químicos e sobre as normas que regem o assunto. E se ainda assim você tiver dúvidas, não tem problema, fale com um de nossos especialistas; afinal estamos aqui para lhe ajudar e esta é a função deste blog!

O que é e para que serve o GHS?

O Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos, da sigla em inglês GHS (Globally Harmonized System of Classification and Labelling of Chemicals), é uma norma internacional para rotulagem de qualquer mercadoria química. Sua função é definir como as etiquetas e rótulos devem ser criados, informando claramente o tipo de dado de segurança sobre os perigos daquela mercadoria.

O objetivo é um só: garantir que o transporte, o armazenamento e a manipulação do produto possam ser feitos sem quaisquer riscos para o trabalhador, o meio ambiente, o consumidor e, portanto, ao próprio negócio. O padrão GHS foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), entre outros, e é considerado uma abordagem lógica e abrangente para a definição dos perigos dos produtos químicos, bem como sua classificação e comunicação de perigo.

Vale pontuar, ainda, que as diretrizes do padrão GHS são publicadas pela ONU no chamado Purple Book, que já está em sua 8ª edição (6ª sexta edição no Brasil).

Quais normas precisam ser seguidas na classificação de produtos químicos e rotulagem GHS?

As informações de segurança que devem constar em um rótulo de produtos químicos perigosos são definidas pela norma ABNT NBR 14725-3, atualizada em agosto de 2017 para abordar precisamente como os elementos do GHS devem estar incluídos nas embalagens internas de produtos químicos. Ou seja, é preciso adotá-la para atender a legislação brasileira.

A Norma Regulamentadora 26, do Ministério do Trabalho, voltada para a sinalização de segurança, também precisa ser consultada e respeitada, pois define a rotulagem preventiva do produto químico classificado como perigoso.

Quais são os benefícios da classificação e da rotulagem de produtos químicos

  • Defesa da saúde humana e do meio ambiente;
  • Redução da necessidade de realização de provas por meio da informação;
  • Apoio ao comércio internacional;
  • Auxílio para políticas nacionais sobre segurança química.

O que é rotulagem preventiva?

“A rotulagem preventiva é um conjunto de elementos com informações escritas, impressas ou gráficas, relativas a um produto químico, que deve ser afixada, impressa ou anexada à embalagem que contém o produto”. Esta é a própria definição da NR 26, e a rotulagem preventiva precisa abordar os seguintes elementos:

  • Identificação e composição do produto químico;
  • Pictograma de perigo;
  • Pictograma de transporte, quando houver número ONU;
  • Palavra de advertência;
  • Frases de perigo;
  • Frases de precaução;
  • Informações suplementares.

Qual a importância de um rótulo bem estruturado?

Uma embalagem não serve apenas como mais um instrumento de vendas, longe disso. Sua função é garantir um meio inteligente e, sobretudo, seguro para armazenar, transportar e entregar uma mercadoria para o cliente.

O material escolhido para a embalagem, por exemplo, é fundamental para diminuir os riscos de segurança, por exemplo. Já a rotulagem GHS, por sua vez, oferece ao consumidor todas as informações necessárias sobre a mercadoria, o que é ainda mais relevante quando falamos de um produto que contém produto químico e, por isso, pode ser perigoso.

O rótulo GHS tem a indispensável função de orientar e, assim, proteger o consumidor. Portanto, um rótulo bem estruturado traz muito mais segurança, transmite confiabilidade e efetivamente evita problemas e riscos sérios para todos.

A Level One tem a solução que sua empresa precisa

Precisa de soluções em segurança química, por meio de processos ágeis, diagnósticos precisos, soluções inovadoras e redução de custos? A Level One tem expertise em processos de segurança química, inclusive para assuntos regulatórios, segurança de trabalho e desenvolvimento de softwares especialistas. São mais de 10 anos de experiência, cerca de cem mil documentos gerados e mais de 300 clientes satisfeitos, o que nos permite ter uma solução na medida para sua empresa. Fale agora com um de nossos especialistas e saiba como a Level One pode efetivamente contribuir para o seu negócio.

Leave Comment